• We are available for any custom works this month
  • Main office: Springville center X264, Park Ave S.01
  • Call us (123) 456-7890 - (123) 555-7891

Pe. Raimundo Hold, uma história de apoio e amizade com o Brasil.

Pe. Raimundo Hold, uma história de apoio e amizade com o Brasil.

Voltar

Postado por master em 11/mar/2021 -

Pe. Raimundo Hold, junto com sua paroquia em Köln-Rath – na cidade de Colônia/Alemanha-, era um dos amigos do conhecido “Grupo de Amigos do Padre Geraldo Schauff(Ɨ)”, o qual realizou muitas obras sociais na região da cidade de São Pedro d’Água Branca-MA. Entre as obras sociais realizadas, uma delas foi o apoio financeiro à construção da Igreja São Pedro, que criou um ótimo espaço de oração para as famílias e de formação para tantos jovens do município até hoje. Além disso, arrecadou doações para a compra da sede da Comunidade Kolping fundada na cidade e que leva o nome do Pe. Geraldo Schauff.

Por muitos anos o Padre Raimundo Hold (Ɨ) visitou a cidade de São Pedro d’Água Branca-MA durante suas férias de verão na Alemanha (entre junho-agosto) e costumava viajar no Brasil de trem da Companhia Vale desde São Luís-MA até a cidade São Pedro d’Água Branca.

Compartilhamos também nessa nota alguns testemunhos de algumas pessoas do município que o conheceram e compartilharam as suas lembranças:

Dar do pouco que se tem ao que tem menos ainda enriquece o doador, faz sua alma ainda mais linda”.

Não é fácil falar do Pe. Raimundo em poucas palavras, pois ele, assim como Pe. Geraldo, era uma pessoa tão simples, tão humilde e que teve um grande carinho, preocupação e amor aqui por nós, povo de São Pedro da Água Branca. Ele reunia-se conosco, nos explicava que não era rico, o que ele conseguia para nos ajudar, era através das ajudas de outros amigos alemães, de rifas, bazar, como também através do “jejum”, ou seja, comprava as coisas mais baratas, mesmo sabendo que eram mais inferiores, para assim sobrar um pouco mais de dinheiro para nos ajudar, suas vindas aqui sempre foram muito marcantes na nossa vida.

Pe. Raimundo foi uma pessoa muito significativa e marcante na nossa comunidade, sempre preocupado com o nosso desenvolvimento, como com a nossa formação também, nos ajudou com alguns cursos, dentre eles: eletricista e pedreiro. Quando estava conosco era sempre muito presente em tudo, nas pastorais, nas visitas, muito atencioso com as irmãs MAP, gostava muito das crianças.

Com a morte de Pe. Geraldo, achávamos que o Pe. Raimundo deixaria de vir nos visitar também, mas não, ele até quando pode, veio nos visitar, veio caminhar um pouco conosco, e isso nos alegrava muito, pois ficávamos felizes por sua presença no nosso meio, e também sentíamos o Pe. Geraldo mais perto de nós era muito bom.

Quando ele veio o último ano para cá, ele nos dizia que seria a última vez que estava vindo, pois a idade já não estava mais permitindo essas viagens grandes.

Pe. Raimundo gostava muito de vir para São Pedro, assim como nós ficávamos tão felizes com sua presença no meio de nós. Somos muito agradecidos a Deus por ter nos presenteado com pessoas tão maravilhosas, que realmente foram reflexo de Deus aqui para nós, nossa eterna gratidão. Daqui rezamos por tudo o que Pe. Raimundo fez na terra por amor a Deus e ao seu ministério sacerdotal, como agora também rezamos por seu descanso eterno, que acreditamos que no céu junto de Deus, continua a olhar para nós com muito amor e atenção.

Leigos da Paróquia São Pedro Apóstolo.

 

Além dos leigos da cidade, as Irmãs Missionárias de Ação Paroquial compartilharam suas lembranças e impressões da experiência com o Pe. Raimundo:

Uma Vida Feita Doação

“Na verdade, eu vos digo que, se o grão de trigo não cair na terra e não morrer, ficará só, mas se morrer, produzirá fruto (João 12,24).

Essas palavras de Jesus têm uma interpretação para nossa vida: apenas quando nos entregamos, nos doamos por alguém, é que a nossa vida frutifica.

Assim foi a vida frutífera de Prarrer Hartmut Hold, nascido na Alemanha em 12 de junho de 1937, falecido em 14 de janeiro de 2021. Para nós, Padre Raimundo.

Nós Irmãs Missionárias de Ação Paroquial conhecemos o Padre Raimundo, carinhosamente assim chamado para facilitar na língua portuguesa, trabalhando em São Pedro da Água Branca, no Estado do Maranhão – Brasil, onde o Padre Geraldo Schauff, Missionário Redentorista, também alemão, era pároco em São Pedro da Água Branca.

Padre Raimundo escreveu também sua história ao visitar o povo de São Pedro inúmeras vezes. Uma história de amor e compromisso. Uma história de entrega e generosidade.

Gostaríamos de relembrar alguns pontos que foram significativos para nós Irmãs e para o povo, da pessoa do Padre Raimundo, assim colaboramos com a bonita história escrita por ele mesmo com sua vida.

Vinha a São Pedro à serviço. Carregava o essencial na sua bagagem. Sua presença era o seu presente. Desapegado de tudo, até do seu próprio nome. Aceitou ser chamado de Raimundo, nome comum entre os maranhenses.  Padre Geraldo dizia que esse nome era o que mais se parecia com o seu nome natalício.

Numa total disponibilidade e alegria se preparava para as tarefas diárias. Disposto sempre acompanhar as Irmãs nas inúmeras atividades durante o dia e à noite, alegre para a celebração da missa. Visitava as comunidades rurais, as famílias que iam se tornando suas conhecidas e também os doentes da cidade. Ele tinha uma capacidade muito grande de escutar as pessoas. Entendia razoavelmente o português e aos poucos ia conhecendo os regionalismos dos diferentes lugares. Tinha a capacidade de deixar-se querer, de fazer-se amigo, atribuímos isso à sua empatia e escuta.

Quando vinha a São Pedro da Água Branca, aproveitava a viagem e chegava até a Região Amazônica onde acompanhava alguns projetos ambientais. Era um homem conhecedor da importância da preservação da natureza e seus biomas. Ficava muito incomodado pela situação de descaso público e falta de consciência ecológica do povo brasileiro. Amante das borboletas e dos passarinhos. Conhecia suas cores e seu cantar.

Padre Raimundo fazia parte de um grupo alemão chamado por nós de “Amigos Alemães”. Homens e mulheres comprometidos com a Obra Padre Geraldo Schauff em São Pedro da Água Branca. Um trabalho orientado por nós Missionárias de Ação Paroquial, no campo de evangelização e promoção humana. Este grupo continua trabalhando até hoje com o apoio do Padre Gerhard Donie, Missionário Redentorista da Alemanha.

A identidade do Padre Raimundo não está na pessoa que ele era, mas na história que ele realizou. O morrer abre o viver. Padre Raimundo vive entre nós e entre o povo de São Pedro da Água Branca. Somos todos cidadãos do infinito, onde todos nos encontraremos um dia. E Deus Pai e Mãe nos receberá com muito amor e carinho. Obrigado Padre Raimundo por permitir fazer parte desta bonita história de vida.

Irmã Aparecida Ventura Parreira

Irmã Maria José de Souza

Irmã Leonilde de Tomazella Foltran

Missionárias de Ação Paroquial

Por fim a associada Rosânia Alves Brandão Sousa, associada Kolping em São Pedro, compartillhoi suas impressões, dizendo que o Pe. Raimundo era muito preocupado com a questão ambiental, visitou os povoados próximos. Enviava livros de lendas brasileiras a ela e era apaixonado pela cultura brasileira. Teve alguns encontros com os associados da CK Pe. Geraldo Schauff e partilhava suas preocupações sobre o futuro da CK em se perpetuar. Segundo Rosânia “Ele foi um padre muito acolhedor, simples, humilde e carinhoso”. Se questionava por que as pessoas viviam dessa forma no Brasil e por que havia tanta pobreza. Ele não se conformava, e deste modo, ajudava como podia o povo de São Pedro às irmãs missionárias.

Uma de suas primeiras visitas à cidade foi entre os anos de 1991 e 1992 e a partir daí, quando podia, se fazia presente. Participava dos eventos Kolping, missas e outros eventos proporcionados na cidade.

 

Portanto, a Kolping Brasil, deseja e externa todo o seu carinho e apreço pela pessoa do Prarrer Hartmut Hold e rogamos à Deus por sua alma com a intercessão do Beato Adolfo Kolping.

 

Atenciosamente,

Kolping Brasil.

 

EnglishGermanPortugueseSpanish