História

HISTÓRIA

Fundação

A Obra Kolping foi oficialmente fundada no dia 6 de maio de 1849 em Colônia, Alemanha, pelo Pe. Adolfo Kolping com apenas sete jovens, inicialmente chamada “Associação de Jovens Aprendizes”. A partir daí o movimento foi se expandindo pela Alemanha e, posteriormente, por todo o mundo, de forma que assim que seu fundador morreu (1865), já existiam 418 associações com 24 mil membros.

 

Alguns dos dirigentes e colaboradores que formam parte da história da Obra Kolping do Brasil

Chegada na América Latina

Logo após o término da Primeira Guerra Mundial, imigrantes oriundos da Europa, em sua maioria jovem, que na pátria não conseguiam trabalho, trouxeram o ideal Kolping para a América Latina. Em Buenos Aires, Argentina, no dia 9 de maio de 1923 formou-se o primeiro grupo que se orientou no ideal de Adolfo Kolping.

Chegada no Brasil

Em São Paulo, no dia 22 de junho de 1923 formou-se a primeira Comunidade Kolping do Brasil, chamada Associação Católica Kolping. Outras Comunidades Kolping surgiram no Rio de Janeiro (1924), Itapiranga (1931) em ocasião da visita do Secretário Geral Nattermann da Kolping Internacional em Santa Catarina e em Curitiba, no Estado do Paraná, antes da Segunda Guerra Mundial (princípio dos anos 40).

Ação Brasil

A Kolping Internacional decidiu, em sua 23ª Assembléia Geral Internacional do ano de 1968 em Salzburg, na Áustria, dar um passo que equivaleria a uma resolução inédita. Optou-se para que o esforço comum de todas as Federações Nacionais Kolping do mundo fossem direcionados para o Terceiro Mundo, e para um País: Brasil, e para um Setor: Profissionalização. Esta decisão internacional recebeu o nome de “AÇÃO BRASIL”.

Implantação, expansão e consolidação da Kolping no Brasil

Os primeiros frutos foram as Comunidades Kolping “brasileiras” dos Estados de São Paulo, Santa Catarina e Mato Grosso. Em 18 de abril de 1972 agregavam-se as primeiras Comunidades Kolping, fundando uma Federação Nacional. Era o início da “OBRA KOLPING DO BRASIL”.

Monsenhor Paulo Link 1° Assistente Eclesiástico da OKB 1972 - 2011

Pe. Justino Kleinwächter 1° Coordenador Geral da OKB

Monsenhor Luciano Túlio Grilli 1° Presidente da OKB

Já no ano de 1973, no dia 20 de novembro, foi realizada a Assembléia Geral que vinha consolidar a Federação Nacional com sua primeira Diretoria, sendo eleitos: Pe. Luciano Grilli (Presidente), Pe. Paulo Link (Assistente Eclesiástico) e Pe. Justino Kleinwächter (Coordenador Nacional).

Após constituição da Federação Nacional da Obra Kolping do Brasil, as Comunidades Kolping de todo o país passaram a trabalhar de maneira coordenada e dentro das mesmas diretrizes. Desde então, a Kolping passou por um período de expansão que se estende até os dias de hoje.

EnglishGermanPortugueseSpanish