• We are available for any custom works this month
  • Main office: Springville center X264, Park Ave S.01
  • Call us (123) 456-7890 - (123) 555-7891

Reflexão da Kolping Internacional para o 1º de maio

Reflexão da Kolping Internacional para o 1º de maio

Voltar

Postado por master em 28/abr/2021 -

Estimados irmãos e irmãs Kolping ao redor do mundo:

No 1º de maio de 2021, o Dia do Trabalho será comemorado pela segunda vez sob o signo da pandemia da COVID-19. A luta contra esta crise se desenvolve de maneiras muito diferentes nos distintos países do mundo. Mas um fenômeno é comum a todos: quem não dispõe de reservas de capital para gastar em tempos de “lockdown”, toque de recolher e restrição de atividades, verá a sua existência e a de sua família ameaçadas. Muitos entretanto esgotaram as suas reservas, outros pensam com preocupação que até quando ainda terão recursos.

Esta crise fez-nos ver com clareza em todo o mundo: quem não tem possibilidade de trabalhar terá falta do que lhe é essencial. Um elemento fundamental na tradição da nossa Associação sempre foi a defesa de boas condições de trabalho e a criação de oportunidades de emprego para as pessoas. Nos últimos meses tem havido razões fundamentadas, que tem impedido muitos de exercer determinadas profissões. O risco de infecção era alto. Mas isso também significa que todos aqueles que abandonam o exercício da profissão, pelo bem da comunidade, devem contar com sua solidariedade desta e receber o apoio necessário ao seu bem-estar material. Por isso, e como voz perceptível da sociedade civil que somos, devemos envolver-nos em todos os países.

Mas também se manifesta um segundo aspecto: quando João Paulo II escreve na encíclica “Laborem exercens” (ponto 9) que o homem “se torna mais homem” pelo trabalho, ele quer dizer que, para muitos de nós, o trabalho não é apenas um fardo, mas também envolve amplamente nossa autorrealização. É uma contribuição essencial para configuração do mundo e, em última análise, também para configurar nossas próprias vidas. Onde isto não é possível ao longo dos meses, o trabalho comum, a troca de ideias e a criatividade desaparecem. Alguns, por conta disso, caem na tristeza ou na solidão. Aproveitemos as opções digitais e estejamos atentos onde há pessoas que precisam de atenção. Principalmente nestes tempos em que para muitos desaparece oportunidades de trabalho que, por sua característica, é um elemento que nos mantém contato, temos que manter os olhos abertos para aqueles que correm o risco de ficar sozinhos.

Todos juntos esperamos e rezamos, também por intercessão de São José Operário, para que o mundo do trabalho esteja em breve plenamente retomado a todas as pessoas, que todas as mulheres e homens tenham novamente a possibilidade de ganhar o seu sustento em condições dignas com a força de suas próprias mãos, seus corações e suas mentes. Por fim, desejamos que todos os jovens possam retomar a sua formação ou os seus estudos para que, mais tarde, possam realizar um trabalho que os satisfaça e que os faça sentir “colocados no lugar onde Deus necesita deles” (cf. Adolfo Kolping).

 

EnglishGermanPortugueseSpanish